segunda-feira, 28 de março de 2011

Não tem segredo...apenas o amor de pais...



Ser mãe...ser pai...ser tios...ser avós...ninguém tem uma receita ronta, todos nós temos as nossas dificuldades, alguns confesso que parecem despreocupados...como se deixassem para Deus a criação de seus filhos, outros parecem completamente alucinados e acham que estão brincando de casinha, mas a cada passo, nós aprendemos o que parecia despreocupação ou alucinação acabam criando maturidade e depois as coisas acontecem naturalmente...não podemos julgar esses , acontece com todos nós...a maturidade não vem com a notícia de uma gravidez mas certamente com a idéia de que o futuro desses pequeninos são de nossa responsabilidade...as crianças crescem, é natural cairmos e nos levantarmos em seguida, pode parecer a princípio algo muito difícil, mas depois se torna apenas mais uma responsabilidade gerada pelo amor.
Quando eu era mais jovem, não queria ter filhos, depois mudei de idéia, queria ser mãe solteira...casei, tive filhos, descasei e continuo com os meus filhos amados ...tudo tem seu tempo...a maturidade não vem de para-quedas, mas vem com a idéia de mais amor e responsabilidades em nossas vidas...não dá pra gerar um novo ser sem querer vê-lo feliz...
Não temos a receita certa...apenas dedicamos o nosso tempo a amar nossos filhos, cada um tem seu jeito de praticar esse amor...
Quantas mãe irresponsáveis existem por aí? Muitas mas em compensação há mulheres que são mães extraordinárias, nos dão lições de vida e de força ao cuidarem de seus filhos muitas vezes doentes e tristes... lembremos que Deus sempre nos dá uma cruz conforme os nossos ombros...não nos preocupemos se somos bons pais ou maus...a nossa consciência sempre irá ditar as regras dessas nossas questões mais comuns.


Estava assistindo um documentário sobre uma jovem mãe, que perdeu a guarda de seus filhos para o pai porque estava despreparada, mas será que esta estrela pop realmente era uma má mãe ou a imprensa a prejudicou?
Há tantas mães que ainda jovens acabam aprendendo com suas falhas e no final se tornam grandes mães...ela os jogou no rio? Os jogou na calçada?Drogou os seus filhos ou os espancou?Ou mesmo os deixou em suas caminhas sozinhas e saiu pra balada?
Nós sabemos que aqui no Brasil não precisam serem pop stars pra praticarem tal atrocidade, basta a vontade e acredito eu que essa moça seria incapaz de agir dessa forma...
Acredito que a agressão psicologica que essa moça sofreu durante toda a sua carrreira acabou a deixando da forma que vimos...a pressão é visível, só não vê quem não quer...Então porque julgar essa moça?
Ela foi traída pelas pessoas que ela julgou serem amigas, ela deixou que construissem a imagem e depois acabaram quebrando quando cometeu seu primeiro erro, ao invés de a ajudarem com críticas mais bem construídas a detonaram fazendo-a depressiva, infelizmente ela não teve estrutura e nem pessoas confiáveis para ajudá-la a superar tais diversidades...qualquer erro que vir a cometer será vista como um furacão, porque a mídia não está nem aí com as suas boas ações, porque as más sempre vendem mais...
Britney é uma moça ainda construindo a sua personalidade e agora sendo mãe tem ainda mais responsabilidades...o tempo vai ensiná-la a superar suas tristezas...muitas mães passam por isso, não vamos nos assombrar com tantas coisas pequenas, há mães mostruosas por aí, e esta moça é só alguém que quer seguir a sua vida dentro da normalidade, não acredito que ela seja uma má mãe, apenas cometeu algumas gafes que a mídia construiu como coisas monstruosas...acreditem...seria má mãe se ela abandonasse seus filhos nos porões, nas ruas ou nos rios, vamos dar uma chance a ela, assim como nós sempre queremos uma segunda chance.


Sabemos que nós estamos sucetíveis a comentários maldosos sobre nós, se nós sofremos com tais palavras imagine quem vive sob os holofortes no mundo das celebridades, é aceitável tais recaídas, todos nós erramos, alguns claro com maiores responsabilidades, mas paciência...todo mundo aprende um dia.
Há quem escreva livros de como nós educarmos nossas crianças, quem pode e quer se apoia nesses livros mágicos, outros...recorrem a outros meios, o importante é que cada um busque a melhor forma de viver bem e de acordo com as leis divinas...não dá pra educar uma criança sem a presença de Deus.


A nossa crença religiosa não muda...porque todos buscam em Deus a força para caminhar, independente de que religião seguir o importante é guiá-los no caminho de amor e de caridade, nada pode ser mais gratificante do que no final de nossas vidas nós pararmos e dizermos a nós mesmos que fizemos o nosso melhor pelos nossos filhos, e nos reconhecer como tutores responsáveis deles...que os nossos exemplos foram seguidos e que provavelmente serão pessoas de bem...agora se for o contrário...ai...nem quero pensar nisso!!!
Enfim...façamos sempre uma reforma íntima para que sejamos sempre bons pais, a verdade não está em nossas mãos, ela não é exclusiva de ninguém, e culpar os outros pelas nossas falhas acentua a idéia de que se os filhos se derem mal na vida são de nossa responsabilidade já que deixamos claro através das ações que é bom culpar os outros pelos nossos erros...é a coisa mais lógica a se pensar...não culpemos os outros por sermos maus pais, a responsabilidade é toda nossa.


Lembremos das crianças africanas, inúmeras delas estão ali sozinhas, não porque as mães as abandonaram, mas porque há fatalidades em toda parte daquele continente...não vamos nos julgar poderosos, pois se fôssemos tão bons assim...porque há tantas pessoas sofrendo no mundo, se fôssemos tão bons...ajudaríamos algumas pessoas da melhor forma possível e o mundo certamente seria mais feliz e sem guerras traumatizando tantas pessoas.
Então vamos ao menos tentar sermos bons pais, não nos custa muito...apenas os nossos bons exemplos já ajudam bastante, e tratemos de fazer o bem ao próximo, são somos tão bonzinhos assim, mas a nossa parte é sem dúvida fundamental.

Um comentário:

  1. Querida amiga, belo texto. Tenha uma linda semana. Beijocas

    ResponderExcluir